“Alêbeleza” incentiva a adoção de animais especiais

Para incentivar a adoção de animais especiais, a youtuber Patrícia Alcoléa desenvolveu um vídeo com a sua cachorrinha paraplégica, a Aleijadinha.

Mais conhecida como Alê, a história dessa vira-lata é de muita superação pois, após ser atropelada, perdeu os movimentos das patinhas traseiras e quase foi sacrificada, porém, a família que a resgatou não desistiu e com muito amor e força de vontade de todos, incluindo da própria Alê, hoje ela está aí: linda e feliz!

Depois de recuperada, a ideia inicial era colocá-la para adoção, mas mesmo com muita divulgação não apareceram interessados. Patrícia Alcoléa atribui a falta de interesse ao fato de a Aleijadinha não ser perfeita e exigir mais cuidados.

Após essa experiência, foi criada uma página no Facebook para divulgar a rotina da cachorrinha e incentivar a adoção de animais especiais e também um canal no Youtube para aumentar a divulgação.

E para comemorar o carnaval, sem perder o seu objetivo, Patrícia desenvolveu um vídeo em que Alê aparece fantasiada de Alêbeleza (paródia da Globeleza) com letra adaptada para a “linguagem canina”, que demonstra que a adoção muda a vida de um animal, principalmente dos que são especiais afinal, ficam por último na fila de adoção.

A preocupação em desenvolver um trabalho sem crueldade animal foi grande, dessa forma, o adereço principal não contém penas e foi fixado na própria cadeirinha de rodas, para não apertar a Alê e nem aumentar o peso do equipamento. Já o peitoral, foi fixado na própria coleira, que fica presa na cadeirinha.

Durante as gravações,  foi utilizado um cachorrinho de pelúcia para ajustar a iluminação e a Aleijadinha entrou em cena somente quando tudo estava pronto. “A Alê ficou á vontade no estúdio para fazer o que quisesse e respeitamos o tempo dela, afinal não queríamos, de forma alguma, deixá-la estressada”, informou Patrícia Alcoléa.

A produção foi feita em parceria com a F5 Creative Films, a Music House Produtora, o sambista Gustavo Vieira e o percussionista Marcelo Guerreiro.

Confira:

Teste de luz
“Dublê canino” para ajuste de iluminação (Fonte: Divulgação)
Fantasia sem penas e adaptada na cadeira de rodas (Fonte: Divulgação)
Fantasia sem penas e adaptada na cadeira de rodas (Fonte: Divulgação)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *